5.000 pessoas tomaram as ruas pacificamente contra o aumento das passagens

atorjApós a confusão e ofensiva da Tropa de Choque da PM contra o protesto realizado na ultima segunda-feira (10) no centro do Rio, uma nova manifestação essa quinta terminou de forma pacífica contra o aumento da tarifa dos ônibus municipais que passou de R$ 2,75 para R$ 2,95.

Com a presença de parlamentares e militantes do P-SOL, o ato recebeu a nota do Partido sobre o aumento da passagem.

Nota do PSOL RJ: Só a mobilização popular pode barrar o aumento das passagens

Há muitos anos o PSOL denuncia a vergonhosa situação do transporte público. A questão da tarifa é apenas uma pequena ponta de um enorme iceberg de manobras escusas, ausência de planejamento e completa subserviência dos sucessivos prefeitos e governadores ao lobby das empresas de ônibus. Empresas que lucram milhões a cada centavo de aumento na tarifa, ainda que não cumpram com os requerimentos mínimos de um serviço público essencial para toda a população, são constantemente agraciadas com aditivos contratuais, isenções fiscais e aumentos de tarifa.

Pesquisas diversas atestam que os aumentos de tarifa avançaram muito acima da inflação nos últimos 20 anos. Nas últimas eleições, denunciamos a escandalosa coincidência de interesses entre a prefeitura do Rio e da maioria dos vereadores com as empresas de ônibus.

Além das tarifas altas, os ônibus são raros em várias partes da cidade. Os motoristas, mal pagos, são forçados pelas empresas a ignorar a gratuidade, deixando à pé estudantes e idosos. Em muitos casos, além de dirigir, os motoristas são obrigados a cobrar pelas passagens, caracterizando uma dupla função, impossível de cumprir, sem colocar em risco a segurança de todos. Na Assembléia Legislativa e na Câmara de Vereadores, o PSOL entrou com proposta de proibir tal aburso.

Os milhares de jovens que foram para às ruas em Porto Alegre e Goiânia, mostraram que é a luta organizada é capaz de fazer as prefeituras recuarem. Em São Paulo, no Rio e em várias outras cidades, também poderemos conquistar vitórias.

Convocamos a população a tomar as ruas e demonstrar, de forma pacífica, mas determinada, que os grandes criminosos são os que comandam esse sistema de transportes ineficiente, descoordenado, inseguro e cada vez mais caro.

EXECUTIVA ESTADUAL PSOL RJ

O ato de segunda-feira que acabou em confusão e ofensiva da Polícia Militar

Anoitecia na última segunda-feira (10) terça-feira quando cerca de 500 manifestantes se organizavam na escadaria da Câmara Municipal do Rio para mais um ato contra o aumento das passagens. Foi o terceiro em protesto desde que a tarifa dos ônibus municipais passou de R$ 2,75 para R$ 2,95.

Quando a manifestação passava em frente o Tribunal de Justiça, na Av. Presidente Antônio Carlos, um manifestante foi detido e a confusão começou. A Tropa de Choque da PM entrou em ação e começou uma ofensiva com bombas de efeito moral e spray de pimenta para dispersar uma multidão que seguia protestando.

Com manifestantes espalhados pelas ruas do Centro houve confronto com a polícia na região da Candelária, do camelódromo da Uruguaiana e na Central do Brasil. Os 31 detidos foram levados para a 4ª e 5ª DP. Um deles foi acusado de dano ao patrimônio público e só foi liberado após o pagamento de fiança no valor de um salário mínimo.

Mesmo com o fim do protesto a Tropa de Choque permaneceu ocupando todos os cruzamentos da Av. Presidente Vargas até as 22h. O nosso mandato rejeita e denuncia a truculência e a desproporcionalidade que a polícia militar, orientada pelo governo, trata manifestações pacíficas.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s