Ato pede a liberdade de Ra Geraldinho e o fim da guerra às drogas

Em sintonia com atos que ocorreram em outras cidades, a militância antiproibicionista do Rio de Janeiro realizou, no último dia 14, um ato contra a guerra às drogas e em solidariedade a Ras Geraldinho, líder religioso que está preso há um ano, acusado de tráfico de drogas. Renato Cinco participou da caminhada, que teve início no IFCS, passou pelo Tribunal de Justiça e foi encerrada na escadaria da Câmara de Vereadores.

Os manifestantes pediam a liberdade de Ras Geraldinho; o julgamento do recuso extraordinário 635659, que pode descriminalizar o porte de drogas, no Supremo Tribunal Federal; e o repúdio ao PLC 37/2013 (do Deputado Federal Osmar Terra), agora em tramitação no Senado, que fortalece a política de internações compulsórias.

O protesto começou no IFCS, no Largo de São Francisco, e seguiu até o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, na Avenida Presidente Antônio Carlos. A atividade contou com apoio do bloco de carnaval Planta na Mente.

Os organizadores montaram uma feira de substâncias que causam dependência, como o açúcar, o café, o chá mate e outros produtos que normalmente não são tratados como drogas pelo senso comum.

Os cerca de 100 manifestantes que caminharam pelo Centro expressaram a necessidade de uma ruptura radical do atual modelo de polícia de drogas. A utópica proposta de construir “um mundo livre das drogas” só serviu para aumentar a violência, o número de prisões, a corrupção de agentes da lei e o fortalecimento de organizações criminosas.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s