Violência no Brasil chama a atenção da Anistia Internacional

A forma truculenta com que a Polícia Militar lidou com as manifestações que tomaram as ruas do Brasil chamou a atenção da Anistia Internacional. Nesta semana, o secretário geral da ONG, Salil Shetty, visitou o Rio e o Mato Grosso do Sul.

Logo na chegada, na segunda-feira (5), Salil Shetty e o diretor da Anistia no Brasil, Atila Roque, foram ao conjunto de favelas da Maré, onde ouviram relatos de abusos policiais e sobre a ausência de políticas públicas na comunidade.

Na parte da noite, os representantes da Anistia se encontraram, na sede da entidade, com artistas e figuras públicas. Do encontro nasceu a ideia de realizar um grande ato, na entrada da favela da Rocinha, em protesto contra o desaparecimento de Amarildo de Souza. O ajudante de pedreiro foi levado por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora e nunca mais foi visto. Investigações da polícia civil apontam que a câmera que registra a entrada e saída da UPP e o aparelho de GPS das viaturas daquela unidade estavam desligados.

Na terça-feira (06), antes de partir para o Mato Grosso do Sul, Salil Shetty e Atila Roque ouviram representantes dos movimentos sociais e vítimas da violência do estado. O encontro foi no plenário da CAARJ. Entre os presentes, estavam a sobrinha de Amarildo, Michele, e o deputado estadual Marcelo Freixo.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s