Marcha da Maconha mobiliza centenas em Nova Iguaçu e São Gonçalo

432023_475224205890654_1962701240_nO último final de semana foi de mobilização canábica em duas cidades da região metropolitana do Rio de Janeiro. Quebrando o argumento de quem acusa a Marcha da Maconha de ser um movimento de classe média alta, a manifestação ocorreu nas ruas de Nova Iguaçu no sábado (25) e de São Gonçalo no domingo (26).

“O objetivo da Marcha é promover o debate sobre a legalização da maconha, pois entendemos que a maioria das pessoas que são contra essa proposta não possui informações mínimas sobre a maconha. Estamos aqui para informar que a proibição não existe para proteger a saúde do cidadão, mas por uma questão política e preconceituosa”, destacou o militante Núbio Revoredo, da Marcha de Nova Iguaçu.

 

Veja a galera de fotos no Facebook

Presente na Marcha da Nova Iguaçu, que reuniu 600 pessoas, o neurocientista João Menezes (UFRJ) lembrou que o proibicionismo atrapalha o desenvolvimento da ciência e a utilização das propriedades medicinais da maconha.
 
“Se dependesse dos políticos que assinaram a convenção de narcóticos de 1961, nós jamais descobriríamos que a maconha atua no sistema de comunicação mais importante do cérebro, mas felizmente vivemos uma explosão de informação sobre a cannabis. Em pouco mais de cinco anos, passamos de 200 para 10 mil artigos científicos”, declarou o professor.
 
Estreante no calendário do ativismo canábico, a Marcha da Maconha de São Gonçalo reuniu 200 pessoas numa tarde de debates na Praça dos Ex-combatentes.
 
“Este ano foi só o começo de uma luta que não vai parar, enquanto essa guerra sem fundamento continuar perseguindo, encarcerando e matando cotidianamente nossa juventude negra, pobre e favelada. Somos contra toda forma de opressão e defendemos a legalização da maconha e o direito de nos manifestar pacificamente por uma política de drogas mais eficaz e que respeite os direitos humanos”, disse em nota o coletivo que organizou a Marcha na cidade.
 
No próximo sábado (01/06), o calendário do maio verde no estado do Rio continua com a Marcha da Maconha de Rio das Ostras, que vai acontecer durante o Festival de Jazz e Blues. A concentração começa às 14h, na Concha Acústica da Praça São Pedro.

Além das marchas, a luta pela legalização continua com a plenária do Movimento pela Legalização da Maconha (MLM), que vai ocorrer na próxima quarta-feira (05/06), às 18h, no IFCS (UFRJ). Confirme presença no evento do Facebook.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s