Pronunciamento no plenário sobre o dia de combate à discriminação racial: “A carne mais barata do mercado é a carne negra”

Na sessão de terça-feira (2/4), Renato Cinco aproveitou seu pronunciamento para lembrar o Dia Internacional de Luta contra a Discriminação Racial, que é 21 de março. Falou do racismo ambiental no Brasil e no mundo, além da violência de Estado sobre a população negra. “O jovem pobre e negro sente em sua vida o impacto da violência política que se abate sobre ele. A violência política se expressa, sobretudo, através da violência de Estado, através da violência policial”.

Lembrou também que as mulheres negras são as que mais sofrem discriminação e opressão. Para finalizar,  citou a letra da música “A carne”, de Marcelo Yuka, Seu Jorge e Ulisses Cappelletti:

A carne mais barata do mercado é a carne negra

Que vai de graça pro presídio

E para debaixo de plástico

Que vai de graça pro subemprego

E pros hospitais psiquiátricos

(…)

Veja na íntegra:

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s